14/03/12

É mais ou menos como se ao lado da minha mercearia tradicional tivesse aberto um Continente no número de cima e um Jumbo no número de baixo

A ideia desta coisa era óbvia. Dados os acontecimentos de ontem e do regresso do verdadeiro artista ficava ridículo continuar com isto. Foi um mês notável, mas eu também já me começava a fartar do brinquedo e a não saber o que fazer com ele. Um grande agradecimento às quase mil almas que ontem passaram por aqui.

28 comentários:

  1. Oh, então? Vá, não chora.

    No meio de tantas variáveis no estudo de mercado não me diga que nunca contou com a possibilidade de concorrência?

    A dificuldade não é chegar lá acima, mas manter-se lá.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara Luna, noto um tom comemorativo no seu comentário. Fica-lhe bem.

      Eliminar
    2. Nada disso, de todo. Espero apenas que apesar da concorrência surpresa, não se acobarde, e se mantenha firme apesar dela. É um desafio maior, é, mas talvez um desafio a abraçar?

      (de resto, o tom de gozo é directamente proporcional ao de condescendência com que se me dirigiu no inicio)

      Eliminar
    3. P.S. eu por mim continuo a ir lendo os dois por igual...

      Eliminar
  2. Nããããããããão. Então mas desiste-se assim tão facilmente? Não pode ser...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara Tábua, é uma decisão acertada. E, na verdade, eu já me tinha cansado do brinquedo novo.

      Eliminar
  3. You'll never walk alone... como soe dizer-se. AnaDD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara Ana, agradeço-lhe não me deixar sozinho.

      Eliminar
  4. Libertei o CSI que existe em cada um de nós.
    Resultado da pesquisa:
    Isto foi um estudo de mercado, para indagares da receptividade que a malta teria a um eventual regresso teu.
    E agora vou ali jogar 4 euros no Euromilhões.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Troll, meu caro, muito bem. Foi assim mesmo, tal como diz.

      Eliminar
  5. :D A gente vê-se por aí!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aflito, meu caro, fique sabendo que tem um dos melhores blogues que por cá andam. Parabéns.

      Eliminar
  6. Anónimo3/14/2012

    O verdadeiro artista é aquele que é lendário e que é chamado por Fábio Ivanildo!
    Mantém a tua mercearia tradicional premium-blasé e esquece continentes, jumbos ou intermarchés.
    Seguirei o retornado, mas gostaria de continuar a ler umas linhas por este canto blogosférico. Será que nos poderia conceder essa honra?
    Filipe[Lwy]

    ResponderEliminar
  7. Anónimo3/14/2012

    Retornado? Ele nunca saiu da blogoesfera! Procurem por visconde de vila do conde. Só voltou porque nesse blog ninguém lhe ligava nenhuma e sentiu falta da popularidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo, então, a fazer queixinhas em blogue alheio?

      Eliminar
    2. Anónimo3/15/2012

      Diga lá que não foi espreitar?

      Eliminar
    3. Anónimo3/15/2012

      Diga lá que não foi ver?

      Eliminar
  8. Anónimo3/14/2012

    Retornado = "Retornados é a designação dada aos portugueses brancos que, após a independência das colónias em África (Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e, em especial, Angola e Moçambique) regressaram a Portugal. Também são chamados retornados os Tabom, que são os escravos libertos no Brasil (afro-brasileiros) retornados ao Gana, na África em 1835-36. E os Amarôs ou Agudás que são os afro-brasileiros retornados ao Benin, Togo e Nigéria. Foi uma palavra muitas vezes utilizada com sentido pejorativo." in Wikipédia.

    Peço desculpa pelo uso indevido da palavra caro Fábio, não queria chamá-lo de escravo. Se bem que, pelo que verifico, o Lendário Fábio Ivanildo é um escravo da blogosfera.
    Filipe[Lwy]

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro Filipe, muito obrigado. Sim, sou um escravo da blogosfera, um dia ainda me agradecerão ter carregado esta cruz.

      Eliminar
  9. Muito obrigada :)
    Fique bem

    ResponderEliminar
  10. Querido Lendário, como nos vamos arranjar sem esses olhinhos-de-Bambi-em-gato-calçado?

    ResponderEliminar
  11. Lendário Fábio: então a mercearia fechou? Ainda necessito dumas coisinhas.... Aguardo

    ResponderEliminar
  12. Agora que eu cheguei é que esse grande querido se vai embora? Oh meu amigo, fique mais um pouco, peça mais um gin tónico e aproveite a maresia!

    ResponderEliminar
  13. Começo a acreditar que a mercearia fechou mesmo ... Não é justo, os produtos eram de óptima qualidade! AnaDD

    ResponderEliminar
  14. Anónimo7/03/2012

    Tenho apreciado saber notícias suas através daquele blog que é mais salgado, mas não posso deixar de confessar que tenho saudades do Lendário Fábio (não estou a falar do Coentrão, pois lendário, com L, só há um - o Ivanildo).

    Deste modo, e sabendo que de vez em quando passa por cá para ver como está a sua mercearia (aka estudo de mercado para aferir a viabilidade de retomar outro blog), venho pelo presente questioná-lo se já não está saudades desta casa e se não acha que é hora de regressar.

    Não seria o primeiro a manter mais do que um blog em funcionamento. E não se preocupe que não dá assim tanto trabalho.

    Cumprimentos,
    Filipe

    ResponderEliminar
  15. Meu caro, e agora, já pode voltar?

    ResponderEliminar